Acesse Nossas Redes Sociais

Citroen

Citroën C3 vale a pena comprar? É Bom de revenda? Manutenção é cara? 2024

Atualizado

em

A nova versão do Citroën C3 está determinada a mostrar que, mesmo em uma época de carros novos cada vez mais exclusivos e com preço médio cada vez mais elevado, ainda é válido investir em um produto com popularidade atraente.

Citroën C3 vale a pena comprar? É Bom de revenda? Manutenção é cara? 2024

O Citroën C3

A Citroën investe intensamente em uma fórmula com características de utilitário esportivo, uma quantidade generosa de resistência e espaço interno, a quantidade mínima de comodidade requerida pelo mercado, a quantidade mínima de segurança exigida por regulamentação e um valor altamente competitivo em relação aos concorrentes.

Embora o projeto seja igualmente indiano e as semelhanças visuais estejam presentes, deixe de lado a comparação com o Renault Kwid. O C3 atual tem dimensões maiores, semelhantes aos hatchbacks compactos como Hyundai HB20, Chevrolet Onix, Fiat Argo e Renault Sandero. É por essa razão que ele oferece opções com motor 1.6, além do 1.0.

A intenção é ser mais econômico que todos os concorrentes, mantendo um preço sempre abaixo de R$ 100.000, mesmo na versão 1.6 com transmissão automática. Com essa estratégia, a expectativa é que ele esteja entre os quatro hatchbacks mais populares no país.

A fabricante francesa seguiu o caminho oposto ao do mercado e, em vez de posicionar o novo C3 como um utilitário esportivo, optou por chamá-lo de “hatch com uma vibe de SUV”. Essa escolha pode parecer curiosa, mas possui suas razões estratégicas de mercado.

Por conta do projeto extremamente econômico, a empresa não deseja que ele seja comparado com produtos mais sofisticados, como VW Nivus e Fiat Pulse, mas sim com modelos mais modestos e acessíveis. Além disso, não quer que ele tire clientes do C4 Cactus e receia uma reação semelhante àquela que ocorreu quando foi lançado o polêmico slogan “SUV dos compactos” para o Renault Kwid.

Lançamento:  Citroën C3 PcD 2024 é liberado com desconto: Saiba os preços

Citroën C3 vale a pena comprar? É Bom de revenda? Manutenção é cara? 2024

Vale a Pena?

Recentemente, a Citroën lançou uma versão atualizada do C3, agora equipada com o motor Fire da Stellantis, no entanto, o motor mais famoso da linha ainda é o 1.5 8v.

O motor TU4M oferece 93 cv, é resistente e eficiente, alcançando uma média de 14,6 km/L em estradas quando abastecido com gasolina.

O novíssimo Citroën C3 é o veículo ideal para aqueles que desejam um carro novo acessível, com ângulos generosos e uma suspensão resistente para enfrentar as péssimas estradas brasileiras, espaço interno e desempenho decentes, além de contar com pelo menos os itens básicos de conforto, segurança e conectividade.

O próprio projeto não causa tanto entusiasmo e parece apresentar algumas restrições. No entanto, é o preço em comparação com os concorrentes que o torna verdadeiramente atrativo.

Num momento em que o carro de baixo custo aparenta estar quase finado, mais uma vez a esperança pode ter sido ressuscitada por uma marca francesa, que se vale de um projeto indiano com influências dos utilitários esportivos. Contudo, desta vez, com dimensões ligeiramente ampliadas.

É Bom de Revenda?

Atualmente, a taxa de desvalorização média dos veículos da Citroën é de 12,4%, o que representa uma melhora de 5,7 pontos percentuais em relação aos números de 2016 (18,1%).

Esses dados da Citroën estão em linha com a média ponderada de desvalorização das marcas mais conceituadas do mercado brasileiro. Isso se aplica especialmente aos modelos populares como o C3, que é o carro mais vendido da marca e tem uma depreciação de 11,3%.

Lançamento:  Lista de Carros PCD Citroen

Tem também algumas iniciativas que fortalecem o preço de revenda, como a Garantia de Recompra Citroën. É um tipo de financiamento que ocorre na 30ª parcela, onde o carro usado recebe uma valorização ao ser trocado por um Citroën novinho em folha.

Citroën C3 vale a pena comprar? É Bom de revenda? Manutenção é cara? 2024

Manutenção do Citroën C3

A manutenção de qualquer Citroën sempre demanda atenção e normalmente envolve peças mais dispendiosas. No caso das versões 1.2, apesar de sua eficiência, trata-se de um motor importado, o que significa que as peças de reposição costumam ser mais caras e difíceis de encontrar.

Vamos dar uma olhada nos valores de algumas peças do Citroën C3:

– Se você precisa trocar o jogo de pastilhas de freio dianteiro do C3 1.2, prepare-se para desembolsar entre R$ 100 e R$ 140.

– Já o jogo com as quatro velas do C3 1.5 fica na faixa de R$ 60 a R$ 100.

– Agora, se os amortecedores traseiros do C3 1.6 estão precisando de substituição, esteja preparado para gastar entre R$ 1.200 e R$ 1.600.

– A bomba de combustível do C3, por sua vez, tem um custo que varia entre R$ 600 e R$ 700.

– Para quem precisa do conjunto do farol dianteiro do C3, o valor fica entre R$ 900 e R$ 1.200.

– Por fim, caso precise trocar o para-choque traseiro do C3, é necessário desembolsar entre R$ 2.000 e R$ 2.700.

Esses valores mostram que a manutenção do Citroën C3 pode envolver gastos consideráveis, principalmente em relação a certas peças mais específicas. É importante estar ciente desses custos ao considerar a compra e a manutenção do veículo.

Lançamento:  Citroën Jumpy: É Bom? Avaliação, Consumo e Problemas

Equipado com o motor 1.0 Firefly, o gasto total para as seis primeiras manutenções será de R$ 3.854. A primeira visita à concessionária terá um custo de R$ 400 para o cliente. A revisão mais cara será a quarta, com um valor de R$ 1.150. As revisões do Citroën C3 2024 devem ser feitas a cada 10 mil quilômetros ou a cada ano de uso, o que acontecer primeiro.

Agora, com o motor 1.6 EC5 16V, o custo total ao longo de seis anos de uso ou 60 mil quilômetros será de R$ 3.800,00. O Citroën C3 1.6 será mais econômico de se manter em comparação com o modelo 1.0 Firefly.

A primeira visita para a revisão, que ocorre aos 10 mil quilômetros ou após um ano de uso, terá um valor de R$ 474. A revisão mais cara será a quarta, com um preço fixo de R$ 1.034. Assim como nas versões 1.0, as opções 1.6 também devem realizar manutenções regulares a cada 10 mil quilômetros ou um ano de uso, priorizando o que ocorrer primeiro.

Últimos Lançamentos de Carros

Qual foi o melhor lançamento de carro dos últimos anos? Deixe sua opinião nos comentários.
INSCREVA-SE:

Citroën C3 Fotos

Citroën C3 vale a pena comprar? É Bom de revenda? Manutenção é cara? 2024 Citroën C3 vale a pena comprar? É Bom de revenda? Manutenção é cara? 2024 Citroën C3 vale a pena comprar? É Bom de revenda? Manutenção é cara? 2024

Citroën C3 vale a pena comprar? É Bom de revenda? Manutenção é cara? 2024Citroën C3 vale a pena comprar? É Bom de revenda? Manutenção é cara? 2024

Citroën C3 Fotos Interior

Citroën C3 vale a pena comprar? É Bom de revenda? Manutenção é cara? 2024 Citroën C3 vale a pena comprar? É Bom de revenda? Manutenção é cara? 2024 Citroën C3 vale a pena comprar? É Bom de revenda? Manutenção é cara? 2024 Citroën C3 vale a pena comprar? É Bom de revenda? Manutenção é cara? 2024

Compartilhar:

Roberto Seixas, também conhecido como Roberto Carros, é entusiasta do setor automotivo desde pequeno, onde começou uma incrível coleção de miniaturas. Natural de São Paulo/SP, é formado em jornalismo na Universidade Nove de Julho e é um dos principais redatores do Carros Lançamentos. Um dos Hobbies favoritos é colecionar revistas de carros e ir em encontros, seja de carros antigos, novos ou motos. Não perde um Salão do Automóvel, Formula 1, Stock Car, Moto GP e qualquer outra competição de veículos automotores. Está sempre antenado para trazer as novidades em primeira mão com riqueza de detalhes para todos brasileiros apaixonados por carros e motos.

Clique para comentar

Deixe um comentário Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo

Novidades

Categorias

Páginas

Em Destaque

Carros Lançamentos é gerido por Miidia Serviços de Publicidade Web EIRELI – CNPJ 14.444.032/0001-90 - Dicas e novidades sobre veículos feito por redatores especializados no setor automotivo.